Onde vou estar

A minha volta
A luz se espanta
Negrume da noite sem fim…
Como pode a vida em dor
Se apagar assim?

Onde vou estar
Quando você sonhar meu nome?

Não vê que a noite
Se debruça sobre a luz
Sem luar e sem estrela
Quando sua alma
Não reflete amor?

Onde vou estar
Quando você sonhar meu nome?

 

Te espero

Quando a noite cai…
Saudade que aperta… dói
Ninho de amor solitário
Escrevendo em meu diário…
Meus pensamentos em você…
Viajando nos seus versos…
Lembrança do seu rosto, seu corpo…
Meu coração dispara…
Quero você…quero pra mim…
Amor, vem pra mim
Sou maluca por você…
Te espero…
Nessa loucura de amor…
Entorpecida na minha saudade…
De um amor que ainda não conheci…

Saudades

Em minh’alma espelho
Sua imagem refletida
Com um leve sorriso
Encanto…
Seu perfume, seu calor…
Tão perto e tão distante…
Totalmente desarmada,                                                                                  
Perturbada…
Querendo e não querendo
Sentir e tocar…
Sua lembrança é eterna
Em meu coração…
Saudades!